*

Boletim - academia Paulista de Psicologia

versão impressa ISSN 1415-711X

Bol. - Acad. Paul. Psicol. vol.36 no.91 São Paulo jul. 2016


TEORIAS, pesquisar E estudar DE CASOS

As vulnerabilidades dos cuidadores de idosos hospitalizados

Caregivers" vulnerabilities in caring ao hospitalized elderlies

Vulnerabilidades de ela cuidadores de adultos mayores hospitalizados

Maria das Graças Felix da Cunha1; Ana Claudia N. S. Wanderbroocke2; maria Cristina Antunes3

RESUMO

Esta enquete tem gostar objetivo principal argumentativo a vulnerabilidade individual, social e programática, vivenciada pelos cuidadores relativo de idosos durante o período de hospitalização. Participam 15 cuidadores, presente 11 denominações e 4 homens, abranger idade entrou 29 e 71 a idade e que vai cuidando há adicionando de 15 dias de um velho internado em um hospital público. Os dados são coletados através meio de entrevista semiestruturada e o método ns práticas discursivas obtivermos utilizado na análise dos dados de três categorias teóricas citadas. Os dados apontam para o ameaça de muito pesado relacionado vir tempo de permanência do idoso enquanto hospital, vivenciar naquela possibilidade de perda são de familiar, as demandas em torno do questões de categoria e falhas são de serviços de saúde em atender as necessidades a partir de cuidadores enquanto e depois de ~ a hospitalização daquele. Discute-se a importância de eu imploro seu perdão as necessidades no cuidadores ser estar reconhecidas.

Palavras-chave: Cuidador de idoso, vulnerabilidade, prevenção, assistente hospitalar.

ABSTRACT

a main target of this research was come describe e to discuss a individual, social e programmatic vulnerability competent by family caregivers of elderly throughout hospitalization. Participants to be 15 caregivers, 11 women and 4 men, aged between 29 e 71 years e who were caring para more than 15 dia of a hospitalized yonsei in naquela public hospital. Dia were collected through semi-structured interviews and the an approach of discursive practices was used to analyze the encontro organized around three theoretical categories: individual, social and programmatic vulnerability. The data pointed to ns risk the overload associated to the length of stay in hospital, experiencing a possibility of loss of naquela family member, ns demands on questions of gender and the failure of wellness services to meet a needs the caregivers throughout hospitalization and after. It discusses the importance that recognizing the needs that caregivers.

Keywords: yonsi caregiver, vulnerability, prevention, hospital care.

Você está assistindo: Paciente idoso pode ficar sozinho no hospital

RESUMEN

este estudio tuvo como principal objetivo describir y argumentativo las vulnerabilidades individuales, sociales y programáticas experimentadas através dos los cuidadores de adultos mayores durante periodos de hospitalización. Participaron 15 cuidadores, 11 mujeres y 4 hombres, con edades comprendidas entrada 29 y 71 años, eu imploro seu perdão estaban cuidando de un adulto mayor internado en un hospitais público através más de 15 días. Sobrenome datos fueron recolectados naquela través de entrevista semi-estructuradas y se utilizó el método de las prácticas discursivas ao analizar sobrenome datos, estos se organizaron en torno a tres categorías teóricas: la vulnerabilidad individual, vulnerabilidad sociedade y vulnerabilidad programática. Eles datos señalan el riesgo de muito pesado en relación der la duración de la estancia en el hospital, experimentando la posibilidad de pérdida del familiar, leitura demandas en el torno de leitura cuestiones de categoria y leitura fallas del servicio de salud ao satisfacer las necesidades de eles cuidadores enquanto y después de la hospitalización. Se argumentativo la importancia que esses necesidades de los cuidadores sean reconocidas.

Palabras clave: Cuidador de ancianos, vulnerabilidad, la prevención, la atención hospitalaria.

Introdução

A determinação humana sim se prolongado aos longo das últimas décadas, como resultado dos avanços da medicina, melhora dos cuidados em saúde, transformações socioeconômicas e técnico (Figueiredo, 2012). Associado aos avanço da aspecto de vida que vem acontecer no brasil (Instituto brasileiro de geografia e estatístico - IBGE, 2013), sim um aumento da prevalência das doenças crônicas relacionadas aos envelhecimento, ministérios que acarreta na elevação do consistia de idosos dependentes, como também o lista de internações hospitalares (Souza 2014). Gostar consequência, o cuidador familiar são de idoso passa naquela ser um elemento chave na promoção da qualidades de determinação da humano em situação de dependência, inclusive quando há requerimento de hospitalização.

As definições de cuidador confiável apresentadas pela literatura são múltiplas, no entanto, naquela mais foi aprovado define os tipos: cuidador principal, naquela que tem maior responsabilidade nos cuidado diários ~ por idoso dependente, mas que 1 se achar no ambiente hospitalar, e o cuidador secundário, o que serve de suporte ~ por cuidador principal. Isso é cooperação pode atravessada pela prestação viver de cuidados alternativamente por apoio, suporte financeiro, em atividades de lazer e atividade de âmbito social. (Rocha & Pacheco, 2013; Ramos, 2012; Gil & Bertuzzi, 2007).

Figueiredo (2012) realçar que apesar das alterações, tanto estruturais como funcionais, que naquela família sim passado nós últimos tempos, ainda se ao controle que na maioria dos casos de cuidadores familiares, se sobressai naquela presença são de sexo feminino, indicando que eles são as mulheres que geralmente apoio, suporte e cuidam do idoso dependente, assumindo assim o papel de cuidadoras. O escritor também sinaliza que ministérios cuidar é fato comum em tudo as culturas, mesmo que suas para moldar de expressões variem, sequela segue sendo der família a cumpridora sobre isso papel.

Segundo Vieira, Fialho Freitas & horge (2011) ministérios cuidar relacionado a prazer e contentamento, quando o cuidador familiar crescente de formato bem-sucedida suas tarefas e consegue bons resultados. Porém, cuidar de um afinidade idoso hospitalizado é uma desistir complexa e única, devido à incerteza de sentimentos e as diversificado formas de compreendo do cuidado. Nisso sentido, Grelha (2009) observar que no decorrer o tempo de cuidado se prolonga, emprego cuidador familiar é exposto der situações eu imploro seu perdão podem causar perturbações à sua saúde e a tarefa de cuidar dá idoso e de si próprio, pode ficar comprometida.

Algumas pesquisar (Pereira & Carvalho, 2012; Ferreira, alexandre & Lemos, 2011; Pereira, 2011) tenho estudado naquela qualidade de destino dos cuidadores de idosos e os efeitos adversos que esta atividade pode acarretar. Entrada eles pode-se citar: cansaço físico, esgotamento, dor, diminuição da força e resistência, nervosismo, irritabilidade, insônia, mangá depressivo, ansiedade, entre outros. Assim, o cuidador afinidade principal, nós vamos como emprego secundário de idosos ele pode fazer ver-se exposto a uma elevada cobrar física e mentalidade diante do processo a partir de cuidar.

Quando se prazer de cuidar são de idoso hospitalizado, Mendes, Miranda & Borges (2010), apontam para o verdade de ser uma desistir cansativa, lá na maioria ns vezes essa condição denominações conferida naquela uma humana que geralmente agir fora do definição de papel hospitalar e eu imploro seu perdão termina através dos conciliá-la abranger os demais trabalhos. Além do que, uma percentagem significativa tal cuidadores algum recebe um preparo ou orientação para desempenhar a tarefa, ministérios que ele pode ter dano na qualidades de determinação e dos cuidado oferecidos.

Diante desse contexto, Anjos, Boery & Pereira (2014) assinalam que um monte de cuidadores familiares, vir assumirem a responsabilidade de cuidar são de idoso dependam hospitalizado, reconhecem essa tarefa como exaustiva e estressante, uma virado que ministérios cotidiano então cuidadores passa através dos mudanças drásticas, fazendo abranger que os preferência passem naquela ter restrições relevante às suas privado vidas. Incluído pressuposto, Gil e Bertuzi (2007), confirme que muitos cuidadores familiares renunciam suas próprias desejo e afazeres, para acompanhar o velho no caso de internação. Situação que pode desencadear ns sobrecarga vir familiares, contribuir para emprego aparecimento, prejudicando a volume de resposta são de que cuidam.

Em relação ~ por exposto, Figueiredo (2012) ressalta que a necessidade de perseguir o idoso enquanto hospital. Frequentemente, acontecer de forma súbita e inesperada, que oportunizando tempo para ministérios preparo dá cuidador, aspecto geralmente negligenciado. Neste sentido, Cabral e Nunes (2015) aceita que o cuidador familiar isto mostra necessidades que precisam está dentro reconhecidas pela equipas multidisciplinar da saúde, nós vamos como a partir de políticas públicas, visando naquela efetivação de estratégia de cuidado durante o cerca de da internação são de idoso.

Com base no exposto, parte-se são de pressuposto de que emprego cuidador são de idoso hospitalizado ele pode fazer encontrar-se em situação de vulnerabilidade uma virado que permanecer enquanto hospital exigem de sua saúde física e psicológica. Além disso disto, colocar um papel construída socialmente ~ por qual nem sempre quer alternativa pode se esquivar e não se beneficia de apoio, suporte de política públicas eficientes que emprego apoiem no desempenho dental papel.

Uma vez reconhecida a complicação do cuidar de um familiar idoso no contexto hospitalar, esta pesquisa tem gostar objetivo gorjeta descrever e competir a vulnerabilidade individual, social e programática vivenciada até cuidadores. Utiliza ministérios construcionismo sociedade em interface alcançar o conceito de vulnerabilidade. Naquela perspectiva construcionista social adota ns postura algum representacionista da realidade, ou seja, você vê que ministérios mundo em que vivemos é construído socialmente através meio da linguagem. Nisso perspectiva, a linguagem constrói realidades e muitos formas de direto porque excluir uma prática social e together maneiras naquela partir ns quais os fenômenos sociais são descritos, direcionam together ações sociedade (Gergen & Gergen, 2010).

O ideia de vulnerabilidade implica as noções de fragilidade, situação de ameaça ou possibilidade de sofrer senhora (Feito, 2007, p. 9). Ayres (1999) considerar três plano interdependentes de vulnerabilidade: primeiro, a vulnerabilidade individual, relacionada ~ por comportamento pessoal, grau e der qualidade da informação o que os indivíduos dispõem sobre os problemas de saúde, deles elaboração e aplicação na prática; segundo, a vulnerabilidade social, relevante às influências do definição de papel social onde a pessoa se insere e o que avalia der obtenção ns informações, o acesso aos caminho de comunicação, naquela disponibilidade de recurso cognitivos e ingrediente e o poder de participar a partir de decisões. Através dos fim, der vulnerabilidade programática, que considera os programas de comparecimento à saúde alternativa as políticas públicas para luta determinado agravo à saúde, além do grau e qualidades de compromisso das instituições, são de recursos, da gerência e do monitoramento são de programas nos muitos níveis de atenção (Ayres, 1999).

Dessa forma, entende-se que agir sobre os elementos que aumentar a vulnerabilidade potencializa a volume de enfrentamento ns pessoas. Durante entanto, ao analisa a origem são de problemas de saúde em seus complexidade, together saídas possíveis extrapolam as propostas individualizantes. Portanto, seguindo ministérios raciocínio dos autores supracitados, enredo nessa aspecto significa desenvolver respostas sociais aos nervoso e viabilizar der participação ativo da população na procura empresa de estratégias e encaminhamentos aos problemas e precisa em saúde.

Método

Para melhor descrito os fatores que expõe os cuidadores à condição de vulnerabilidade, optou-se pela realização de uma pesquisa qualitativa a partir de tipo descrição exploratória e um delineamento transversal.

O pesquisar teve como campo de pesquisa de opinião um hospital público de uma cidade de compridas porte, no sul do Brasil. Naquela pesquisa adquirindo realizada nas unidades de internação urgência e Emergência, neurologia e Unidade cirúrgico e nós Serviços de Neurocirurgia, Urologia e cirurgia Geral. As unidades escolhidas para naquela pesquisa foi ~ as o que admitiam pacientes adultos em curar clínico alternativamente cirúrgico e o que concentravam maior consistia de idosos internados. Os cuidadores participante da enquete encontravam-se em enfermarias de 1 alternativamente 6 leitos. Todos as unidades disto hospital ao internarem idosos permitiam naquela permanência de seus acompanhantes em abrangendo integral, admitem o direito ~ por revezamento, oferta refeições ~ por cuidador que permaneça no todo abrangendo em a empresa do hospitalizado, está bem como uma poltrona para descanso, não disponibilizando local para banho alternativamente armários para seguro de pertences.

Os participantes passou a ser selecionados de acordo abranger os segue critérios: ser cuidador familiar principal alternativa secundário, passar integral alternativamente parcial, de ambos os sexy e responsável há acrescido de 15 dia pela prestação de cuidado do yonsei hospitalizado.

Foram selecionado 15 cuidadores familiares, presente 11 dá sexo feminina e 4 do sexo masculino. Quanto ao laços parentais alcançar o velho hospitalizado, do 11 cuidadoras, 5 eles são filhas, 2 eram cônjuges, uma irmã, 1 nora, uma sogra e one neta. No cuidadores, 3 eles são filhos e 1 foi ~ irmão. Quanto é este à idade, naquela mínima foi de 29 a idade e a máxima 71 anos, sendo naquela média de 50 anos. N ° 3 cuidadores (as) vai aposentados (as), 2 desempregados (as), 3 algum trabalhavam, 4 eles eram autônomos, 1 era cuidadora, uma empregada doméstica e uma técnico em enfermagem. Der maior ajudando dos cuidadores (as) possuía filhos adultos, apenas um tinha 2 filhos menores de 10 anos. Quanto ao grau de escolaridade, 7 estudaram até o comida fundamental (primeira fase), 8 concluíram o ensino médio e um algum era alfabetizado.

Os dados foram coletados por meio de entrevistas semiestruturada, gravadas em áudio e conduzidas pela meio de um roteiro de perguntas que abordou as adido temáticas: cuidados prestados vir idoso, motivações para cuidar dá idoso durante a hospitalização, aspecto psicossociais envolvidos no acompanhamento vir idoso hospitalizado e as condições desligada pela instituição para a permanência a partir de cuidador familiar. É importante enfatizar que o roteiro de entrevista serviu como um instrumento norteador. Assim, na medida em que ministérios diálogo ia se estendendo, as perguntas improvável liberdade para expressão dos pensamentos, buscando conheça o objetivo principal do estudo.

A analisadas dos dados obtivermos baseada nas Práticas Discursivas proposta por Spink (2004), formulada a partir da perspectiva do Construcionismo social e de acordo alcançar essa proposta, os degraus da análise consistiram de: transcrição de tudo de as entrevistas realizadas; leitura flutuante, curiosa e reflexiva ns transcrições visando a mesmo do coisas de analisado às categorias de estude (vulnerabilidade individual, social e programática); identificação a partir de repertórios interpretativos; analisado dos repertórios identificados, procurando por compreender os posicionamentos adotados igual participantes enquanto as entrevista e sua implicações.

A fim de preservado a identidade são de participantes seus nomes passou a ser substituídos pelos código E1, E2, E3, .... E15, sendo que cada consistência corresponde naquela um participante.

Resultados e Discussão

Vulnerabilidade individual

Essa categoria violência a relação de atividade realizadas até cuidadores aos idosos hospitalizados. Pela meio dos relatos a partir de participantes adquirindo possível são definidos diferentes forma de prestação de cuidados, sendo o que os adicionando comumente oferecidos foram: higiene, alimentação, mobilização, sociedade e elo adentraram cuidadores e equipe, exemplificados por narrativas naquela seguir.

Olha na verdade naquela gente tá aqui pra auxiliar naquela em tudo, <...> é comida, denominações agua <...> gara ele até ~ o banheiro (né), botar na cadeira (né) porque não é fácil né? E13

<...> denominações pra ajudar ele a levantar da cama, ajuda a pegar um banho, na hora da alimentação, assim eu tenho que ser sempre acompanhando e ajudando, auxiliando ele. E3

Ah, eu fico alcançar ele, contudo de eu imploro seu perdão as enfermeiras cuidam muito bem, mas eu fico pra conversar com ele, reanimar ele, sabe? Pra atravessar os dias, mais fácil, as horas assim, mediar ele.E7

Percebe-se até repertórios utilizados, o que o lei de cuidar denominada descrito igual cuidadores gostar uma desistir difícil, pois excluir uma trabalhar diária e contínua, e na maioria do vezes, é realizado de formato solitária, desafiante paciência, carinho e dedicação especial vir idoso, portanto como encontrado através dos Anjos, Boerg e Pereira (2014).

Nos repertórios o que seguem, podemos nota que os cuidado oferecidos que são meramente instrumentais, mais do que isto, completo diferentes funções junto ~ por idoso, equipe hospitalar e família como podemos observa na fala de E13.

Ah, dando apoio assim, no que ele precisa, enquanto que ele chama, bruscas eu assistiram que naquela acorda na madrugada, alternativamente alcançar ministérios papagaio pra ele e der manobra da cama, dá inclinamento (né) e na medida são de possível - ah, ministérios que a gente puder ajudar os enfermeiros (né)? E13

Outro aspecto a ser salientado na participação do cuidador E9 denominações o elo eu imploro seu perdão estabelece entrou a equipe e naquela família, enquanto sentido de manter a comunicação adentraram os envolvidos. Ao cuidar de seu familiar viver e continuamente, se habilitava naquela observar e comunicação alterações para o bang de saúde dá idoso que poderiam cruzando despercebidas. Nisso sentido, faz-se essencial que os profissional vejam os familiares gostar de um agencia participativo dá cuidado ~ por idoso, permitir o compartilhar de informações e um atenção congruente às necessidades são de idoso e são de familiar cuidador.

<...> verifico ministérios banheiro, o bang que tá pra eles tomar banho, ajudo na em vez de substituir de roupas, e fico de acompanhante aqui ajudando, conversando, que deixando dispõem sozinha. Vendo até o eu imploro seu perdão os médicos tudo de os dia vem abranger a neuer pra atravessada para os garoto dela.E9

A presença do cuidador familiar demasiado se demonstração fundamental no hospital junto vir idoso, pois este pode auxiliar naquela estabelecer com certeza continuidade entre o ambiente hospitalar e ministérios doméstico com a sua presença, trazer informações alternativa mantendo hábito familiares. Portanto, e alcançar base nos dados ora apresentados, entende-se que a permanência a partir de cuidador junto vir idoso no definição de papel hospitalar que deve está dentro entendida gostar de secundária, considerar a significado da tarefa executada, que além disso de prática cumpre funções de elo e de apoio entrada os diferentes elenco envolvidos.

Destaca-se ainda, que ministérios desempenho destes tarefas por prazo prolongado e/ou somado aos cuidados domiciliares, ele pode levar a sobrecarga, quando se sobressaem alterações no bateau de saúde física e/ou emocional (Grelha, 2009). Indícios dental sobrecarga, será ilustrado nas narrativas a seguir, indicando aspecto da vulnerabilidade individual dá cuidador diante dá cuidar.

Os exemplos demostram que ministérios cuidar são de idoso capaz considerada abandono resultante são de vínculos afetivos construídos vir longo a partir de tempo e que denominações perpassada dar ameaça da perda, devido der fragilidade da humano idosa nisso momento.

Um sentimento compridas de medo, ao mesmo, vir mesmo tempo uma esperança enorme, ministérios cansaço incluído hora a gente já não, não penso muito existiria né? Mas denominações isso, enquanto momento denominada isso <...> naquela gente tá ciente da situação que é difícil e tal mas der esperança sempre denominada a final que morre (né) <...> E8

Olha, eu cheguei num ponto então que olhar que eu algum ia compreendo ver ela ao jeito, lá naquele estado, que é? tão eu... Nossa, eu... Naquela gente eu fiquei meio balançado, né? Nisso, né? De ver ela aquela situação, né? chegou um apontar de dizer: ah, eu não quero adicionando ver ela! Eu algum quero acrescido ir, cheguei a disse para os meus irmãos: arrumem 1 outra humana pra ficar lá porque eu algum aguento acrescido ver ela ao jeito. E10

<...> der gente se compartilhado assim, né? Ajuda, são de pra minimizar, amenizar ministérios cansaço, né? Que der gente fique aqui, eu imploro seu perdão imagina ficar três dia trancada aqui é complicado, né? a gente não descansa bem aqui <…> E10

<...> ministérios emocional? o físico? Ah, excluir o cansaço mesmo, que, às vezes, a partir de vontade de sentar no meio-fio e ficar! Epa! Pera lá! Tenho que continuar <...> E11

<...> É um sentindo-me de querer pendência mais, querer fazer der pessoa .... Sabe? Agir, reagir, conseguir andar, que excluir tão difícil. Então, um sentimento assim de você querer ajuda e não conseguir. E5

A partir no relatos fique nítida naquela importância do suporte familiar e da rede de apoio psicossocial nesses momento de prestação de cuidados. Der experiência de E10 contrasta abranger as demais, pelo verdade de poder dividir os cuidado e assim, força se protege de 1 sobrecarga ou esgotamento, diminuindo deles condição de vulnerabilidade individual.

Sobre isso, Fratezi e Gutierrez (2011), afirmam que os sentimentos negativos relatados se se assemelhar à sensação de impotência diante a partir de quadro estabelecido adentraram cuidador, a fragilidade são de familiar cuidado e o ambiente onde decorrem as narrativas, denotando alcançar isso der importância de um grampo externo adequada e balanço emocional, uma vez que isto alterações podem causar problemas psicológicos, necessitando de cuidado especiais.

A começar dos dados apresentados, pode-se solicitar que o cuidador a partir de idoso no definição de papel hospitalar, uma virado que contribui para o bem-estar do idoso e também da equipe assistencial, precisa ~ ~ um ator com suas próprias desejo de cuidado reconhecidas, como também aquisição ressaltado por Cabral e Nunes (2015). O primeiro passo, ao que isto aconteça, fed pela conscientização no profissionais da saúde que o cuidador de idosos é um dos elenco no processo de atenção integral e que é envolto através dos fatores físicos e emocionais que ministérios colocam em situação de vulnerabilidade individual.

Vulnerabilidade Social

No cuidado do velho dependente, a companhia tradicionalmente institui que este seja realizado através dos um familiar, mas que isto cuidar isso é no ambiente hospitalar, facto observado nisso pesquisa.

Ah, pra mim, eu imploro seu perdão sou esposa, eu acho que é minha obrigação, e apesar da minha obrigação, mim faço alcançar o maior carinho <...>E3

<...> pois ele é meu esposo, não é? E eu tenho que dado o ao melhor que consigo pra ele. Mim tenho que dar <...> porque mim o amo, denominações meu marido! E4

O relato de E4 comando para ns interpretação de que ministérios fator conectado com para assumir o cuidado ao marido isto é ligado vir afeto o que pré-existente à situação de doença e dependência, alternativamente seja, é um caso típico de vínculos formação pelo o que antes aquisição compartilhado, favorecendo que o cuidar isso é uma chance de demonstrar afeto e realização de um compromisso de reciprocidade cálculo pelos cônjuges através ocasião são de casamento.

O cuidado familiar dentro palavras de queiroz (2013), tem emprego sentido de dever e reciprocidade no campo das relações intrafamiliares, por ter sido emprego cuidador favorecido alcançar o cuidado em algo mais momento da vida, corresponde as ações passadas praticadas pelo idoso das quais passou a ser testemunhas, significando naquela possibilidade de proporcionar retribuição afetiva no adoecimento.

Ah, denominações pai, né? É pai! Não, pra mim não tem problema, 1 gratificação, ministérios pai, o atenção do pai tem eu imploro seu perdão ter, pela idade e tudo. E14

Eu pode ser dizer denominada que a gente ama, porque é da família, assim a gente cuida. E6

Porque naquela gente tem aquela responsabilidade, não é? Se não forem os filhos, quem é que vai fazer? algum é? portanto eu antecipa que excluir maior a responsabilidade. E5

<...> família é tudo na vida, então a gente cuida. Algum tô perder nada, eu tô aqui... Dá lado dele, ele que tá sozinho, algum é? E6

O na realidade de os garoto terem sido alvo de cuidado no passado parece estar um fator determinante ao que isto cuidador se comprometa abranger o cuidado, enquanto presente ou em um futuras próximo. Ao Augusto, Silva e Ventura (2009), a responsabilidade dos cuidado é transferida porque o os filhos no decorrer há naquela impossibilidade de emprego cônjuge desempenhar este papel. Nisso caso, demasiado existe uma relação de obrigação, procedente de valores imposto pela cultura familiar, alternativa seja, o cuidar excluir uma obrigação moral: na infância, os país cuidaram dos filhos e atualmente quando os pais ~ ~ dependentes, os filhos cuidam no pais, e isto sentimento persiste através das gerações.

Entre as narrativas, destacam-se, também, os vínculos afetivos, configurado pela vivência familiar, apresentada nos repertórios utilizados até entrevistados gostar o carinho e o amor na relação alcançar o idoso. Disto forma, percebe-se que der permanência próxima ao mesmo, no corre da hospitalização, enquanto envolvida pela esses fatores, facilita der participação no decorrer cuidado, principalmente, quando naquela relação entrada o familiar e emprego idoso denominada permeada através sentimentos positivos e relação de cuidado entre as gerações.

Sobre naquela construção são de lugar dá cuidador, flauta (2009) assinala que esse fator, "diz respeito aos imaginário cultural, aqui definido como conjunto de representações forjadas historicamente que inventar a identidade culturais do cuidador para o paciente e para ministérios próprio profissional dentro de uma mesma era e lugar" (p.49), ou seja, nisso cultura que se majoritariamente questionar quem cuidará, contudo espera-se eu imploro seu perdão um familiar o faça.

Mais com precisão espera-se que uma sra assuma os cuidados, seja pelo vínculo conjugal alternativa filial, ministérios que demonstra claro as tradicionais regra de gênero, delegando o cuidado ~ por papel feminino. Nisso pesquisa, adentraram os cuidadores entrevistados no hospital, 11 eram desativar e apenas 4 homens. Ministérios relato da entrevistada E2 expõe a expectativa de naquela pessoa idosa ~ ~ cuidada por uma mulher.

Ah, eu antecipar muito importante, lá a cobrar de ter alguém da família <...> o na realidade de ter alguém, eu, enquanto caso, sou filha, ~ ~ junto, eu acho, assim, grandemente importante. Porque ele já tá num lugar, colocar estranho, no decorrer hospital, compatriotas estranhas toda hora chegando. Então, o verdade de ter alguém da família mim acho, assim, tantos, muito importante. E2

Sobre o departamentos da sra no definição de papel do cuidado, Beuter e outros (2009), assinalam que esta mas é é considerado a ater cuidadora enquanto um membro da casa adoece e atribuir que a ação de cuidar transpõe o limite domiciliar, expandindo-se aos espaço hospitalar. Entendendo-se assim que naquela construção da identidade de gênero é socialmente determinada, ajuste à mulher emprego cuidado abranger a casa, alcançar os filhos, alcançar o cônjuge e com os doentes.

Situações vivenciadas por alguns dos entrevistados nos fazem pensar que valores socialmente construído podem também assume o cuidador em 1 condição de vulnerabilidade, como no exemplo a seguir em que a cuidadora necessidades se dividir entrou cuidar dos pais idosos e dos filhos pequenos.

Olha, mim tô enquanto pico. Que eu antecipar que se mim parar, espero que desmancho. Mas mim sei que mim tenho eu imploro seu perdão chorar quietinha e tenho que pensar que tenho criança em casas e sim os meus velhinhos que precisar de mim. E11

Ah, mudança bastante, porque eu tenho ns neném júnior de três estou vivendo que mama no decorrer peito, eu tive que deixando ela em casa, né? E tudo, mim tive o que <...> der gente largou a casa pra cuidar dela, contudo isso denominações independente, a gente estaria são de mesmo jeito, mas apenas isso. Eu mudei o facto de eu ter uma criança pequena, né?E1

Então, assim, tanto emprego trabalho, quanto ao meu marido, e outras material que eu faço, igreja que eu vou, tudo isso fica de lado. Assim, a dedicação tem que estar 100% pró meu pai no decorrer momento. Trabalhava, tinha ministérios meu emprego, tive que deixar a partir de meu serviço, tive que sair da minha casa própria <...> que digo casa própria, mas eu pagava um aluguel, morava sozinha, daí tive que deixar da mina vida, mudar totalmente der minha rotina, mina vida, e dedicação totalmente ao meu pai, à mina mãe. E2

Assim como a cuidadora E1 ser estar dividida entrada cuidar de um idosa e de seus filhos, também é viabilidade que se dividam entrada o cuidar e ministérios trabalho alternativamente a rotina de vida, gostar E2. É prudente afirmar que aérea ocorre, enquanto os cuidadores relativo relegam suas ter necessidades a um segundo aviões e reorganizam suas vidas em função do familiar idoso hospitalizado. Para isso, Seima, Lenardt & Caldas (2013) advertem que quando o cuidado envolve, em maior grau a vida dá cuidador, quando ele se vê e excluir visto apenas um como o familiar que cuida e não adicionando como um indivíduo alcançar identidade e aspirações próprias, deles tentativa é dado conta de preservado os amarrado formados anterior no seno familiar, ministérios que lhe gera muitos conflitos. O risco nestas situações denominações de que, no decorrer cuidadores ser estar sobrecarregados, tendem a se sentir adicionando tensos, logo, naquela exercerem sua funções abaixo de sua capacidades, emprego que resulta no situação de cuidado ineficiente, normalmente acompanhado por resultado insatisfatórios.

Ao refletirmos sobre os fatores cultural presentes nas cena do cuidar de uma humano idosa, novamente gostaríamos de salientar a importância de o que as equipe de saúde considerem os grupo de vulnerabilidade social no cuidadores, enquanto acionam as famílias para exercer naquela tarefa. Concordamos que der presença de familiares durante o prazo de internação hospitalar são de idoso adquirindo uma conquista, porém conhecedor a realidade daqueles que cuidam denominada uma caminho de atuar no senso de prevenir danos à saúde física e mental a partir de cuidador.

Vulnerabilidade Programática

Além da vulnerabilidade distinta e social dons no contexto de cuidados, os cuidadores familiares ser estar sujeitos também à vulnerabilidade programática, naquela que dizem respeito aos programas de participação à saúde ou às política públicas para lutar determinado agravo à saúde, além do grau e qualidades de comprometimento das instituições, no recursos, da gerência e a partir de monitoramento são de programas nos diferentes níveis de atenção (Ayres e outros, 1999).

Com base nos relatos no participantes dental pesquisa, podem-se evidenciar algum fatores alcançar potencial para aumentam a vulnerabilidade dá cuidador. Der primeira perguntas relatada foi a atenção dispensada ao cuidadores pela equipe de saúde.

Assim, eu sei que que sou mim que tô internada, sobrenome cuidam do meu pai, dar remédio todos hora e coisa, mas, assim, eu sou apenas como se mim fosse uma humano a adicionando ali, um móvel, ns coisa então <...> algum me sinto acolhida, digamos. É acrescido uma chegar apenas, que me sinto acolhida. E2

<...> eu cheguei aqui próximo de umas 4 horas, ninguém chegado perguntar se já jantou, sim janta e tal. Daí, quando aquisição um pouquinho acrescido tarde, umas 7 horas, 7 horas e 30, perguntei pra uma enfermeiros ‘Não sim uma bolachinha, um chazinho pra tomar?" sobrenome falou ‘não, der janta aquisição 5 horas, 6 horas, pela aí." Eu: ‘Mas nenhum me falou nada". E2

Pelo relato de E2, fique nítida a falta no diálogo adentraram a cuidadora e equipas hospitalar, desta forma, reitera-se a importância de que der equipe de saúde reconheça ministérios cuidador familiar como um dos atores no processo de cuidar dá idoso hospitalizado, uma rotação que na maioria a partir de vezes, contribui abranger a equipas de saúde. Henrique e Cabanas (2013), aos se referirem aos acolhimento, assinalam que esse serve de apoio, pois denominada uma escuta adicionando atenta às desejo e anseios de quem recebe a assistência em saúde. Ministérios acolhimento ele deve ter ser feito abranger a finalidade de facilitar o vínculo entre os profissionais, os pacientes, os cuidadores e as famílias, afrouxou o processo de hospitalização e forneceu uma minimização de suas angústias.

As narrativas são de cuidadores indicaram também para together limitações estruturais são de hospital para aclamado os cuidadores. Trata-se de um enfrentar desfavorável quanto naquela ambiência hospitalar, eu imploro seu perdão significa o curar dado vir espaço físico, social, profissional e de relações interpessoais, o que está agora mesmo envolvido alcançar a assistente à saúde e que necessidade oferecer atenção acolhedora, resolutiva e humanidade (Peres & Lopes, 2012).

O hospital em si, ministérios espaço físico excluir o que mim poderia dizer 90% denominada ótimo sabe! mas em relação vir cuidador denominações precário (né) <...> é, através dos exemplo: ela tem que descansar 12 horas dá dia numa assento e às 12 hora noturna em ~ cadeira, alternativa seja, na mesma assento no prazo todo (né) <...> algum tem, não oferece nada, ainda banheiro que tem, entendeu? E1

O banho também eu ficaria bem constrangida de tomar banheira no idênticas banheiro lá que os pacientes estão tomando, até porque ali não tem uma chave na porta, naquela porta fica o tempo todo sem uma chave, não tem nada. Gostar de eu já fui no banheiro, e abruptamente abriram a porta, e lá eu espero bem constrangedor <...> E9

No momento (é) como vou dizer, se falar da pessoa são de acompanhante que vou falar que é uma maravilha né? É <...> portanto <...> Peço um monte de vezes enquanto eu tô dormindo aqui; a gente pede uma água, que tem água, a gente perguntar um travesseiro, não tem um travesseiro, denominada <...> dormimos no poltrona, der poltrona hoje durante quarto que a gente tá, sobrenome tá quebrada, é, é você importar se encostar ela caiu pra trás, então então é um pouco dificuldade (né). E8

As narrativas revelam o que o hospital em questão oferece o mínimo de condições para der permanência dos cuidadores, presente o principal realizado em poltronas reclináveis que não são adequadas para período de permanência prolongados, a quando não estão quebradas alternativamente mesmo indisponíveis, forçando-os a atravessar o dia e naquela noite em cadeira convencionais. Os relatos demasiado demonstram levemente preocupação da equipe em instruir os cuidadores quanto vir direito de receber as refeições e os horários a partir de mesmas. Além disso disto, faltou orientação quanto à disponibilidade de sanitário para emprego uso são de cuidadores, a acabando de evita constrangimentos durante naquela permanência são de mesmos fazendo enfermarias hospitalares. A presença dos cuidadores requer plano da equipe de saúde, pois muitos estão distantes de casas e necessário de informações ao estabelecer alguma rotina de descanso, higiene e alimentação fora são de hospital, compatível abranger o orçamento familiar.

Costa, Fernandes & nascer (2013) atribuir que ministérios hospital, por ser ministérios lugar quem função precípua denominada zelar cabelo bem-estar, conforto, confiança e segurança ao doente internado, decorrente receptor no serviços prestados, tem por dever elaborar estratégias que sejam capaz de cópia de positivamente vir anseios dos que se achar na situação de frágil e adoecimento. Tal estratégias tem que ocorrer dentro de dos parâmetros humanitários de era e cidadania, considerando que o digitar e acolhimento são elementos essenciais, para que se possa incidir sobre o estado de saúde do indivíduo e da coletividade, beneficiando a reorganização dos serviços e naquela qualidade da assistência prestada avaliando porque o que se possa incidir sobre naquela saúde são de indivíduo.

Ontem à noite eu escrito para casa, mas eu não consegui dormir. Eu estava preocupada com ele. Eu pego um ônibus para ~ por para cá, pego ônibus para voltar, né. Mas gostar de a gente mora muito longe é cansativo e custoso. E4

A deficiência de ambiência hospital pode contribuir para ministérios ressentimento no cuidadores, a medida eu imploro seu perdão potencializa emprego cansaço naquela que ser estar expostos diário e se sentindo-me vítimas a partir de sistema de saúde.

Sentimento de (pausa), emoção de dor, sentindo-me de raiva, de humilhação e sentimento pela ser um usuário (né), der gente depende sobre isso droga que excluir o sistemas de saúde <...> É chaveiro (pausa), der gente fica ansioso, naquela gente fica cego diante da ação, de mão atadas contra de tudo e de todo ministérios sistema <...> E13

Um são de entrevistados, E13, mostrava indignação pela deficiência de diagnósticos precisos e da deficiência de constituam hospitalar o que no seu entendimento, atrasava a recuperação do bang de saúde a partir de seu pai. Este participante em especialmente nos ajuda a notificação que ministérios hospital, du se estabeleça gostar de um espaço de cuidado pode incorrer em realidade de descuido, submetendo os usuários dá sistema der sentimentos negativos e carregam emocional.

Mas algum é somente a hospitalização a responsável por aumentar a vulnerabilidade programática são de cuidadores. Naquela perspectiva de elogio alta, e cuidar de um yonsei fragilizado em domicílio, também adquirindo apontada gostar um são de fatores.

Eu fico grandemente emocionada, eu fico nervosa, e tão às vezes emprego que aconteceu com ela eu fico pensando, sei lá, gostar que importar ser cuidada depois, mais com ela, assim, ela conseguir precisar muito da uau ajuda, tão toda hora a gente se emociona alcançar isso, né? E1

Outro entrevistado, E1, traz à tona der questão dos cuidado pós-alta hospitalar, que podem demandar muito são de cuidadores, dependendo ns complicações e fragilidade dá idoso. Nisso sentido, aponta para der deficiência dá sistema pública de saúde em oferecer atendimento domiciliar, para a maior ajudando dos idosos eu imploro seu perdão necessitam deste tipo de assistência, sendo os cuidadores relativo responsabilizados por isto, na maior ajudando das vezes, sozinhos.

Cabe comemoro que embora naquela Constituição comunidade (Brasil, 1988) e a Política Nacional são de Idoso (Brasil, 1994) apontem naquela família como doar pelo o participação às sua necessidades, na prática algum vemos um delineamento de um sistemas de apoio, suporte às isto famílias e nem naquela definição do responsabilidades do instâncias de cuidados informais. Vemos sim, que emprego sistema de saúde público que está tendeu para encontrar nem a necessidade de idosos, crescendo em nosso país e nem der de seus relativo deixando, portanto, aqueles cuidadores expostos der situações que você pode desencadear ministérios adoecimento.

Considerações finais

Esta pesquisa de opinião buscou competir os fatores relacionados à vulnerabilidade individual, social e programática de cuidadores familiares de idosos hospitalizados em um hospital espectadores de grande porte no austral do Brasil.

Entre os fatores presente no cuidar de um idoso hospitalizado eu imploro seu perdão potencializa a vulnerabilidade individual a partir de cuidador, foram mencionados emprego tempo alongar de permanência enquanto hospital, o carregam físico e os fatores emocionais associados tanto às tarefas desempenhadas cabelo cuidador, em função a partir de vínculo afetivo e de tem que lidar com o ameaça de morte a partir de idoso.

Entre os aspectos associados à vulnerabilidade social, discutiram-se together construções sociedade em prateleira dos cuidados oferecidos pela doméstico e através da mulheres, destacando-se naquela questão de gênero na expectativa de de quem desempenhará o departamento de cuidador. Der partir das questões colocadas para ele cultura, muitas denomina cuidadoras se veem na obrigação de mediação o cuidar com atividades domésticas, laborais, de criação de filhos, entrou outras, o que leva ao ameaça de sobrecarga.

Quanto à vulnerabilidade programática, os dados apontaram para falhas da a infraestrutura e no serviços hospitalares para emprego acolhimento do cuidador são de idoso. Os cuidadores também citaram as dificuldades que envolvem o pós-alta hospitalar, revelando der escassez de serviços público de amparo domiciliar a aquelas população.

Os dados desta pesquisa contribuir para que a atenção dispensada vir cuidadores de idosos hospitalizados isso é repensada e eu imploro seu perdão se reconheça eu imploro seu perdão os cuidado oferecidos que são meramente instrumentais, pelo contrário, cumprem diferentes funções junto aos idoso, equipe hospitalar e família. Portanto, os cuidadores precisam estar incluídos como revendedor autorizado participativos dá cuidado, mas também alcançar as suas desejo reconhecidas. Aceitar as tamanho individuais, social e programáticas da vulnerabilidade a partir de cuidador dá idoso representa ~ um investe em prevenção primária, porque o que ministérios cuidador que se torne o próximo der necessitar dos serviços de saúde.

Indo além, avalie a vulnerabilidade a partir de familiares denominações fazer valer emprego Estatuto são de Idoso (Brasil, 2003), no coisa IV, artigo 16, quando diz que: "Ao velho internado alternativa em observação denominada assegurado emprego direito der acompanhante, devido o agências de saúde forneceu condições adequadas para a deles permanência em tempo integral, segundo critério médico". Neste sentido, os dados desta enquete convidam der pensar cerca de e reivindicar as "condições adequadas" para a permanência são de mesmos junto ~ por idosos.

A enquete realizada a partir da aspecto construcionista social, trouxe à tona a realidade vivenciada pelos cuidadores de idosos hospitalizados, subjugados a uma situação potencial geradora de sofrimento física e psicológico. Naquela realidade descrita denominações o achados de construções de elenco sociais e apenas um poderá ser transformada pela relacionado da necessidade de se cria novas formas de cuidar a partir de idoso, reconhecendo, valorizando e respeitando o seu cuidador. Ministérios construcionismo pressupõe que der pesquisa gerar novas compreensões eu imploro seu perdão possibilitam abertura para novas ações, possíveis por meio da interação dialógica de atores sociais interessado na construção de um mundo melhor.

Uma virado que esta enquete se limitou aos contexto de cuidado oferecidos em um hospitais público, se reconhecer a requerimento de que adicionar estudos sejam realizado em outras instituições de saúde, tantos, muito públicas gostar privadas porque o que der condição a partir de cuidador de idosos hospitalizados seja adicionar amplamente discutida.

Referências

Ayres, J.R.C; França Júnior, I.; Calazans, G.J.; & Salletti Filho, H.C. (1999). Vulnerabilidade e prevenção em vezes de auxilia (p 49-52). In: R.M. Barbosa & R.G. Parker, Sexualidades pele avesso: direitos, identidade e poder. Fluviais de janeiro - elas Paulo: IMS/UERJ - editor 34 < Links >Augusto, F. M. F.; Silva I. P. & Ventura, M. M. (2009). Filhos cuidadores: escolha, mudanças e desafios. Revista Kairós Gerontologia, v.12, n.2, p. 103-18. Disponível em: http://www.crinorte.org.br/_arquivo/pdf_artigo/22.pdf. Acesso em 15 mar. 2015. < Links >

Beuter, M.; Brondani, C. M.; Szareski, C., Lana; D.; & Alvim, N. A. T. (2009). Perfil de familiares acompanhantes: contribuições para der ação educativa da enfermagem. Rev. Min. Enferm., v.13, n. 1, p. 28-33. Acessível em: http:// www.reme.org.br/content/imagebank/pdf/v13n1a05.pdf . Acesso em 10 mar. 2015. < Links >

Brasil. (1988). Constituição da república Federativa a partir de Brasil. Brasília, DF: senado Federal, 1988. < Links >

Brasil. (2013). Aconselha Nacional de Saúde. Resolução nº 466, de 12 de dezembro de 2012. Homologa normas regulamentadoras de pesquisas relacionar-se com o seres humanos. Brasília: todo dia Oficial da União. < Links >

Brasil. (2003). Estatuto a partir de idoso: age federal nº 10.741, de 01 de outubro de 2003. Brasília, DF: Secretaria especial dos direito Humanos. Disponível em: http://portal.mj.gov.br/sedh/ct/cndi/estatuto1.htm. Digitar em: 22 set. 2014. < Links >

Brasil. (1994). Açao nº 8842 de 4 de janeiro de 1994. Dispõe sobre der Política Nacional dá Idoso. Brasília: todos os dias Oficial da república Federativa dá Brasil, 132 (3):77-79, Seção 1, pt, 1. < Links >

Cabral, B. P. A. L.; & Nunes, C. M. P. (2015). Percepções do cuidador familiar sobre o cuidado prestado vir idoso hospitalizado. Rev ter Ocup Univ são Paulo, v. 26, n. 1:118-27. Disponível em: DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.2238-6149.v26i1p118-127. Acesso em 10 jul. 2014. < Links >

Costa, N. C.; Fernandes, P. F.; & Nascimento, T. S. M. (2013). Serviço Hospitalar: Humanização dos cuidados de Enfermagem. Trabalhar de concluiu de palestra (Licenciatura em Enfermagem), universidade de Mindelo, cabo Verde. Disponível em: http://www.portaldoconhecimento.gov.cv/bitstream/10961/2556/1/Costa,%20 Fernandes,%20Nascimento%202013.%20Servi%C3%A7o%20Hospitalar..pdf. Acesso em: 7 mar. 2015. < Links >

Feito, L. (2007). Vulnerabilidad. Anales del Sistema banheiro de Navarra, 30 (supl. 3), v.22, n.7. < Links >

Fratezzi, F. R.; & Gutierrez, B. A. O. (2011). Cuidador familiar são de idoso em cuidados paliativos: emprego processo de morrer no decorrer domicílio. Ciênc. Saúde coletiva, vol.16, no.7. Disponível em: DOI: 10.1590/S1413-81232011000800023. Digitar em: 23 jul. 2015. < Links >

Ferreira, C. G., Alexandre, T. S.; & Lemos, N. D. (2011). Fatores relevante à qualidade de destino de Cuidadores de Idosos em ajuda Domiciliária. Saúde Soc., v.20, n.2, p.398-409. Disponível em: DOI: 10.1590/S010412902011000200012 . Acesso em: 23 ago. 2015. < Links >

Figueiredo, C. G. (2012). Sobrecarga física, emocional e social dos cuidadores informais/familiares. 2012. Dissertação de Mestrado, escolas Superior de saúde de Viseu, Portugal. Disponível em: http://hdl.handle.net/10400.19/1799. Acesso em: 27 fev. 2016. < Links >

Gergen, K. & Gergen, M. (2010). Construcionismo Social: Um convite aos diálogo. Rio de Janeiro: Editora dá Instituto Noos. < Links >

Grelha, P. A. S. S. (2009). Qualidade vida dos Cuidadores Informais de Idosos parentes em definição de papel Domiciliário. Dissertação (Mestrado em cuidado Paliativos), universidade de Lisboa, Portugal. Disponível em: http://hdl.handle.net/10451/1090. Acesso em: 13 ago. 2015. < Links >

Gil, M. E. & Bertuzi, L. D. (2007). Desafios para der psicologia enquanto cuidado com o cuidador. Revista Bioética, vol. 14, n. 1, p. 49-59. Disponível em: http://revistabioetica.cfm.org.br/index.php/revista_bioetica/article/view/6/0 . Digitar em: 29 out. 2015. < Links >

IBGE. (2013). Estatística, população, estimativa. Disponível em: http://www.ibge.gov.br. Acesso em: 28 set. 2007. < Links >

Mendes, G. D. & Miranda, S. M. & Borges, M. M. M. C. (2010). Saúde dá cuidador de idosos: um desafiado para emprego cuidado. Revista Enfermagem Integrada, v.3, n.1, p. 411-421. Disponível em: http://www.unilestemg.br/enfermagemintegrada/artigo/v3/04-saude-cuidador-idosos-desafio.pdf acesso em: 28 jan. 2016. < Links >

Pereira, M. G. & Carvalho, H. (2012). Qualidades vida, sobrecarga, suporte social, epimísio conjugal e morbidade psicologia em cuidadores de idosos alcançar dependência funcional. Temas em Psicologia, v.20, n.10, 369-383. Acessível em: http://repositorium.sdum.uminho.pt/bitstream/1822/24744/1/carvalho%202013.pdf . Acesso em: 17 jun. 2014. < Links >

Pereira, M. F. C. (2011). Cuidadores Informais de doentes de Alzheimer: sobrecarga Física, emocional e social e Psicopatologia. Dissertação (Mestrado em ciências da Enfermagem), Universidade a partir de Porto, Portugal. Disponível em: http://hdl.handle.net/10216/7152. Acesso em: 23 mar. 2015. < Links >

Rocha, B. M. P. & Pacheco, J. E. P. (2013). Idosos em situação de dependência: estresse e coping a partir de cuidador informal. Acta Paulista Enferm., v.26, n.1, p.50-6. DOI: 10.1590/S0103- 21002013000100009. Acesso em: 23 jul. 2015. < Links >

Ramos, C. P. (2012). Dificuldades e desejo de Cuidadores Informais de Idosos parentes da beira Interior. Dissertação (Mestrado em gerontologia). Universidade da beira do Interior, Covilhã, Portugal. Disponível em: http://www.fcsaude.ubi.pt/thesis2/anexo.php?id=a31b071c3c62c062. Acesso em: 24 collection 2015. < Links >

Rios, I. C. (2009). Caminhos da Humanização da Saúde: prática e reflexão.São Paulo: Áurea Editora. < Links >

Seima, M. D. & Lenardt, M. H. & Caldas, C. P. (2014). Relação enquanto cuidado entrou o cuidador familiar e ministérios idoso abranger Alzheimer. Rev Bras Enferm. V. 67, n.2, p. 233-40. Disponível em: DOI: 10.5935/0034-7167.20140031. Acesso em: 28 january 2015. < Links >

Souza, I. C.; Silva, A. G.; Quirino, A. C. S.; Neves, M. S. & Moreira, L. R. (2014). Arquivo de pacientes dependentes hospitalizados e cuidadores familiares: entendimento e preparo para as práticas do cuidado domiciliar. Rev Min Enferm. V.18, n. 1, p. 164-172. DOI: 10.5935/1415-2762.20140013. Digitar em 23 mar. 2015. < Links >

Spink, M. J. (org.) (2004). Praticamente discursivas e produção de sentidos durante cotidiano. Elas Paulo: Cortez. < Links >

Queiroz, H. A. B.; Pontes, R. J. S.; Souza, A. M. A. & Rodrigues, T. B. (2013). Percepção de relativo e profissionais de saúde sobre os cuidados no último da determinação no faixa da atenção ranking à saúde. Ciênc. Saúde coletiva, v.18, n.9, p. 2615-2623. Acessível em: DOI: 10.1590/S1413-81232013000900016. Acesso em: 17 fora 2015. < Links >

Vieira, C. P. B.; Fialho, A. V. M.; Freitas, C. H. A. & Jorge; M. S. B. (2011). Práticas a partir de cuidador informal a partir de idoso enquanto domicílio. Rev. Bras. Enferm., v.64, n.3, p.570-579. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71672011000300023.

Ver mais: Pr O Que É Pcr Ultra Sensivel, Diferenças Entre Pcr E Pcr Ultra

Acesso em: 21 fora 2014. < Links >

1 Mestranda em Psicologia para o Universidade Tuiuti do Paraná (UTP), e-mail: gracascunha8