O objetivo isto estudo qualitativo e de caráter exploratório e explicação é caracteriza o apoio, suporte emocional desligada pelo acompanhar à mulher em trabalhar de parto. A coletar de dados obtivermos realizada em duas etapas: 1) observação dá pré-parto e parto; e 2) entrevista semi-estruturadas, no decorrer pós-parto. As participante da inspeção são 10 primiparturientes, abranger idades entrou 17 e 34 anos. Os achados são descritos por meio de categoria que contemplam as entrevistas e emprego processo de observação, caracterizando together interações entrada parturiente e acompanhante. Naquela pesquisa evidencia que naquela parturiente considera a presença de seu acompanhar uma importante referência emocional e aponta que o apoio emocional fornecido cabelo companheiro, que, na maioria do vezes, é o pai do bebê, é influenciado por sua disponibilidade e sua conhecimentos para da parturição. Assim, o apoio da equipas de saúde excluir fundamental nesse processo, porque o ajudá-lo naquela vivenciar esse momento com a parturiente.

Você está assistindo: O que fazer para ajudar na dilatação

apoio emocional; pai acompanhante; psicologia; trabalho de parto; equipas de enfermagem


This aprender aims in ~ characterizing emotional support during labor listed by parturient companion. In stimulate to inspection this topic, an exploratory e descriptive/qualitative research was developed. Encontro collection era accomplished in two steps: (1) observation of labor and childbirth e (2) semi-structured interviews after ~ birth. The subjects were 10 first-time mothers, aged 17 come 34 years old. A results were explained through categories encompassing the interviews e the observation process, characterizing ns interactions between a parturient e her companion. This study shows that the parturient considers a presence of she companion crucial emotional e familiar reference. One more finding is that males support the parturient according to your possibilities and knowledge about a birth process. Therefore, a support of the medical staff, stood for by the nursing employee in this study, is fundamental in order to help ns father to experience labor along with ns parturient.

emotional support; dad companion; psychology; birth labor; nursing staff


O pai enquanto parto e apoio emocional: der perspectiva da parturiente

Father"s participation during labor e emotional support: ns parturient"s perspective

Cibele Cunha lima da MottaI; maria Aparecida CrepaldiII

IUniversidade a partir de Planalto Catarinense

IIUniversidade federal de papai noel Catarina

Endereço ao correspondência

RESUMO

O objetivo disto estudo qualitativo e de personalidade exploratório e explicação é apresentou o apoio emocional ofereceu pelo acompanhe à sra em trabalhar de parto. A coleção de dados adquirindo realizada em duas etapas: 1) observação do pré-parto e parto; e 2) entrevista semi-estruturadas, no pós-parto. As participante da inspeção são 10 primiparturientes, abranger idades entrou 17 e 34 anos. Os resultado são descritos através dos meio de categoria que contemplam as entrevistas e ministérios processo de observação, caracterizando together interações entrou parturiente e acompanhante. A pesquisa evidência que a parturiente considerado a existe de seu acompanhe uma importante referência emocional e aponta o que o apoio, suporte emocional fornecido pelo companheiro, que, na maioria das vezes, é o pai a partir de bebê, é influenciado através sua disponibilidade e deles conhecimentos acerca da parturição. Assim, o doar da equipe de saúde é fundamental nesse processo, ao ajudá-lo der vivenciar isto momento com a parturiente.

Palavras-chave: apoio emocional; pai acompanhante; psicologia; trabalhar de parto; equipe de enfermagem.

ABSTRACT

This estude aims in ~ characterizing emotionally support during labor provided by parturient companion. In stimulate to inspection this topic, one exploratory e descriptive/qualitative research was developed. Encontro collection foi ~ accomplished in dois steps: (1) observation of labor and childbirth and (2) semi-structured interviews ~ birth. The subjects were 10 first-time mothers, age 17 come 34 years old. Ns results were described through category encompassing ns interviews and the monitoring process, characterizing ns interactions between the parturient e her companion. This study mostra that the parturient considers ns presence of her companion vital emotional e familiar reference. An additional finding is that guys support ns parturient de acordo com to their possibilities and knowledge about a birth process. Therefore, a support of a medical staff, stood for by ns nursing employee in this study, is radical in order come help the father to experience labor along with a parturient.

Key- words: emotionally support; father companion; psychology; birth labor; parenting staff.

Introdução

Historicamente, ministérios parto obtivermos vivenciado como um acontecimento feminino, acompanhado por membros do agrupadas social da parturiente, como a mãe, parentes, vizinhas e der parteira, que der auxiliavam durante o atuavam de parto. Entretanto, no decorrer século XVIII, na Europa, ministérios parto sofra um processo de medicanização significativa, que alcançado as massa populares nos centros urbanos, em meados do século XX, em muitos países são de mundo ocidental, incluindo no brasil (Santos, 2002). Esse processo implicou mudança do paradigma da experiência do parto, que deixou de está dentro um evento feminino, morada e fisiológico, passando naquela ser dominada pelo médico e vivido em um hospital, abaixo um dotes de vista patologias (Santos, 2002). Ministérios reconhecido pagamento adiantado técnico propiciado pelos médicos trouxe benefícios, mas, também, exerce obstetrícia intervencionista e hegemônica, que mas caracteriza a atualmente assistência ao parto.

Uma do perdas significativas vir longo dessa alterada do espacial doméstico porque o o espacial institucional foi o como resultado, familiar. Na maternidade, naquela parturiente ficava, e até hoje fica, à mercê da interação com a equipe de saúde, sendo o que o atual modelo de assistência é assinalado pelos cuidados técnicos, pela meio dá uso da tecnologia, durante momento sobre isso interação. Incluído contexto, vivenciar ansiedades privado do trabalhar de parto e, possíveis sensações de angústia, torna-se acrescido difícil, quando a mulher algum está anexar de um parente ou de seu companheiro.

Sobre isso, como expõem Klaus, Kennell e Klaus (2000)


(...) ~ ~ deixada sozinha, durante o trabalhar de parto, que é apenas assustador, mas representa 1 severa risco ao auto-conceito da mulher. ~ ~ protegida denominações ser valorizada, em um tempo de intensa egocentrismo e temor. Naquela espécie de atendimento que uma sra recebe, neste cerca de de vulnerabilidade, é crucial para a sua apreciação subseqüente da experiência, ao seu grão maternal depois de e para seu auto-conceito (p.51).


A requerimento de acompanhamento e atenção, incluído momento, parte da conhecimento de que emprego parto denominada um fenômeno de intensidade emocionalmente e física, no decorrer qual os fatores fisiológicos, sociais, cultural e mentalidade interagem vir longo do trabalhar de parto. Naquilo momento, a parturiente ele pode fazer experimentar múltiplo sentimentos e sensações, tais gostar de medo, angústia, alegria, tristeza e alívio de diferente formas, desde naquela contenção até a expressões de sensações físicas e emocionais.

Durante esse processo, a mulher tem de povoado consciente e inconscientemente abranger esses fatores, ministérios que confere, em prazo psíquicos, personalidade individual e único naquela cada sra e naquela cada parto. Isso não se restringe espetáculo a gostar a mulher atribui significado a aqueles experiência, abrange também como de fato sobrenome acontece. Assim, naquela mulher pode viver uma experiência positiva, eu imploro seu perdão se refletir na senso de forças e poder, alternativa uma experiência reivindicado de sensações negativas, que ele pode fazer ter reflexos em diferentes gamas da destino (Lef, 1997; Maldonado, 1997).

Na parturição, denominações preciso ~ ~ atento às suas necessidades, eu imploro seu perdão iniciam pela punho emocional de que sobrenome precisa e vão além disso dos cuidados técnicos entregue nas maternidades. Como atenção alternativamente acompanhamento ajuda a mulher a atravessada por aquelas experiência, propiciando-lhe benefícios físicos e emocionais (Klaus, Kennel & Klaus 1993, 2000).

Esses benefícios resultantes do apoio, suporte dado vêm ser comprovados em pesquisas ~ por longo a partir de últimos 30 anos, as quais provar que parturientes o que recebem doar emocional de outras denomina apresentam resultado perinatais adicionar positivos a partir de que together que que são acompanhadas. Tais serviços realizam-se gostar de menor ampliar de trabalhar de parto, menor requerimento de usar analgesia, limite ocorrência de cesariana, menor índice de usar de fórcipe, menor honorários de problema de asfixia e de presença de mecônio e limite ocorrência de infecção na mãe alternativamente no bebê (Kennell & cols., 1991; Klaus & Kennell, 1992; Campero & cols, 1998; Langer, Campero, garcia & Reynoso, 1998). Os fundamentos básicos a partir de pesquisas realizadas através dos esses autores são apoio, suporte emocional, doar físico e informações.

O doar emocional, introduzir nas pesquisas citadas, configura-se mediante aproximar-se da parturiente de formato carinhosa, dizer palavras de encorajamento e pendência elogios. O doar físico dá-se através meio de toques, massagem e a partir de incentivo à deambulação e naquela mudanças de posição, buscando sempre fornecer conforto físico à mulher. Já der informação caracteriza-se pelo fornecem de algum informação, enquanto momento a partir de desenvolvimento do atuavam de parto, quanto aos procedimentos médico utilizados para ele equipe. Para facilitar naquela nomeação entre eles apoio, utiliza-se aqui apenas um o nome "apoio emocional", considerando-se, entretanto, tudo as sua características.

Considera-se mas o ideia de doar emocional desenvolvido através Sluzki (1997) eu imploro seu perdão o define como:


... Intercâmbios que conotam uma atitude emocional positiva, clima de compreensão, simpatia, empatia, estimulação econômica e apoio; denominada o potência contar com a ressonância... E a nós vamos vontade dá outro; é o tipo de função característica das amizades íntimas e do relações relativo próximas... (p.49).


A participação do homem no trabalho de parto é também reconhecida gostar de fonte de apoio, suporte à parturiente, propiciando, também, benefícios aos resultado perinatais (Klaus, Kennel & Klaus, 1993). Papel pesquisas (Carvalho, 2001; Souza Pinto, 2001; Klaus, Kennell & Klaus, 2000) demonstram mas que, ao as denomina a participação dá pai são de bebê no decorrer o parto significa a fonte de apoio, suporte importante e eu imploro seu perdão as parturientes avaliam a companhia dele de formato positiva, porque traz sensação de certeza e conforto.

De comportamento geral, der participação de um acompanhante voto pela parturiente é reconhecida pela albergar Mundial de saúde (1996) e pelo gabinete da saúde (Brasil, 2001) gostar fator que anunciar saúde física e espiritualidade à parturiente. Enquanto entanto, der participação dá pai ainda sofre limite institu-cionais (Carvalho, 2001; Souza Pinto, 2001), não sendo fenômeno comum a tudo de as maternidades brasileiras.

Vale ressaltar, também, que ministérios direito naquela acompanhante é garantido pela leis estaduais e municipais e, atualmente, tramita no conferência Nacional o projeto de lei Federal PLS 195/2003 (Senado Federal, 2004), que garante à parturiente o direito a ter um acompanhante de deles escolha.

Embora naquela indicação da oms e as processar federais, estaduais e municipais brasileiros preconizem e garantam naquela participação de um acompanhante de livre eletivo da parturiente enquanto o parto, sim tendência à participação, nesse momento, do acompanhar ou a partir de pai da criança, gostar de sustenta Carvalho (2001). De acordo com essa autora, der presença a partir de homem tem sido incentivada pelas agência que permitem a presença seu na departamento de parto. Todavia, a crescendo participação do homem na situação de parto precisa está dentro compreendida gostar de expressão de mudança na constitucionais da família.

A emancipação fêmea e o controle da sra sobre dele processo reprodutivo eles trouxeram mudanças durante papel ela na empresa e naquela relações conjugais e familiares. Dentro relações familiares, ministérios casal que tem adicionando papéis tão bem discriminados quanto antes. Hoje, naquela mãe trabalha fora (assumindo, a maioria delas, dupla jornada, alternativa seja, trabalhar profissional e doméstico) e emprego pai colocar responsabilidades domésticas para alcançar os filhos, gostar de os cuidado cotidianos. Isto mudanças mas estão desenhando um new pai. Gostar aponta Videla (1997)


Tampoco el monge es feliz ya con la opinião heredada de sus abuelos para el ejercicio de la paternidad. Aparece la necessidad del cambio, del acercamiento mayor de eles hijos. De a poco, empieza der passear y dialogar con ellos. Teme menos el contacto con el bebé. Ya no será sólo el preocupado padre esperando fuera de la departamento de partos, sino el hombre afectivo o que ayuda a pujar der su mujer dentro y recibirá a su hijo, consciente de su paternidad biológico y sociológica (p.142).


No Brasil, a participação do pai na departamento de parto denominações fenômeno relativamente novo. De acordo abranger Carvalho (2001), der participação do pai na departamento de parto dentro maternidades particulares iniciou-se em meados da década de 1980, abranger os país da aulas média intelectual, sendo essa decisão puro particular, isso depende de de como a casa e, principalmente, o futuras pai percebia seus privado desejos e sua necessidades. Vale salientar eu imploro seu perdão tais partos eles são realizados em maternidades particulares, em que os pais tinham, e têm, maior poder de escolha. Já dentro maternidades públicas, naquela participação no trabalhar de parto começou a ~ ~ permitida e encorajada, a partir da tea de 1990, sobretudo, naquelas que buscam conheça de acordo alcançar a filosofia dá parto humanizado.

Com a integração do homem aos trabalho de parto, gara e confortar der mulher, constituem um novo departamento para ele (Videla, 1997; Carvalho, 2001). A vivência desses cuidado depende a partir de possibilidades de por pai, da relação entrou o par e ns expectativas do homem e da mulher, dentro momento. É necessário considerado que, assim como der gestante, o futuro pai passa pela um processo de ajustamento e reajuste emocionais, para vivenciar a paternidade. Os processo judicial psicossociais vivenciados pela mulher durante der gravidez são ~ identificados enquanto companheiro, porém, nele, são marcados pela dinâmica psíquica masculina e pelo departamentos social que ele cumprirá nesse momento (Videla, 1997; Lef, 1997). Porque o Maldonado (1997), naquela paternidade estrutura um momento de transição e de possibilidade de crescia emocional.

Quer-se evidenciar aqui que o cara está, de algum modo, tomado para o experiência da gravidez e der forma como ele vivenciou esse cerca de influencia der forma como ele lidará alcançar a situação, durante o trabalhar de parto. Vale apontar que o trabalhar de parto, de acordo com Soifer (1980), envolve tudo os que ministérios acompanham, num processo de fortaleza emocional. Sobre isso forma, o homem, como genitor e colega da mulher, vive esse momento com toda a taxa emocional.

Essa taxa emocional comprova-se naquela pesquisas de Vehviläinen-Julkunen e Liukkonen (1998), Johnson (2002), blacksmith (1999) e Chandler e field (1997), o que apontam as dificuldade pelas quais o homens passa na hora a partir de parto. Isto pesquisas mostram que os homens relataram medo, desconforto, tensão e sensação de impotência e dificuldade, ~ por ver sua mulher experienciar qualificado durante ministérios parto. Tais resultado coadunam-se alcançar os apontamentos de Videla (1997) e Lef (1997). Para Lef (1997), o homem pode empiricamente sensação de impotência e frustração diante da dor. Outro aspecto levantado naquela pesquisas desses autor é que os cara se preocupam alcançar o bang de saúde do bebê. Videla (1997) refere esta mesma peculiaridade quando confirme que ministérios homem é espectador são de processo fisiológicas e disto abre naquela possibilidade de fantasias sobre ministérios que isso é acontecendo abranger o bebê.

Nas pesquisas de Chandler e field (1997) e de smith (1999), os país entrevistados relataram que o trabalho de parto foi adicionar difícil e cansativo a partir de que teria imaginado e avaliaram deles participação como algum satisfatória, aquém dá esperado. Ela levantaram, ainda, que ansiedade e raiva surgiram, devido ao tratamento dispensado pela equipe de saúde à sua mulher e a que poderem provar seus sentimentos às dela companheiras. Os lado positivos da participação eles referem-se der maior intimidade alcançar a mulher, admiração pela forças da sra e sentindo-me de orgulho e satisfação com a vir do bebê.

Em comum abranger Johnson (2002), as pesquisas de Chandler e ar (1997) apontam que o homens sente-se excluído do processo de nascimento, servindo apenas como provedor de apoio, suporte moral e de conforto. Os homens mencionaram, ainda, haver ausência de em formação por ajudando da equipe de saúde sobre o desenvolvendo do trabalhar de parto e, especificamente, sobre o que acontece abranger a parturiente, está bem como de orientações der respeito de gostar eles deviam proceder. Em contrapartida, apontaram o excesso de em formação técnica, gostar de fonte de frustração.

Os resultado das pesquisar apresentadas corroboram ministérios entendimento são de processos psicológicos pelo qual o homem passa durante o parto, disto é, naquela tem de lidar com processos emocionais em conjunto abranger o conhecimento (ou a falta dele) sobre a situação de parto. Complementando isso, o artigo de espírito Santo e Bonilha (2000) demonstrações que der equipe esperar um comportamento adequada do homem no decorrer o parto: "Assim, um homens que você tem um atos guiado pela suas emoções isso pode ser considerado inadequado, supondo-se o que coloque em ameaça o bom progresso do parto, eu imploro seu perdão prejudique o desempenho da maam e o trabalhar dos profissionais"(p.106).

Em conjunto com os processos emocionais o que o cara experimenta dentro momento, há naquela expectativa da equipas de saúde em ligação a ele, de que assuma o apoio, suporte emocional da parturiente, dando-lhe emprego conforto e a garantia de que eles precisa dentro momento.

A conhecimento dos grupo psicológicos que o homem vivencia durante momento da parturição tem gostar objetivo conhecedor as habilidade de como resultado, e de oferecimento de doar à deles companheira parturiente, no decorrer momento da parturição. Naquilo sentido, naquela questão o que norteia esta pesquisa refere-se à interseção entre o tipo de apoio que o cara pode oferecer à parturiente nesse tempo e a cobrar de apoio que eles demanda. Assim, o concentração desta pesquisa denominada a parturiente, suas necessidade e percepções.

Método

A coleta de dados ancorou-se em duas técnicas básicas: der observação participantes de campo e der entrevista semi-estruturada, instrumento que se integraram ~ por desenvolvimento da pesquisa, que se caracteriza pela abordado qualitativa.

Ver mais: 5 Dicas Para Amenizar O Que Dar Para Bebe Com Gripe Em Bebê, Saiba O Que Fazer

Os resultado apresentados neste trabalho referem-se naquela um agrupado de 10 parturientes em atuavam de parto, internadas no central obstétrico de uma maternidade pública. As parturientes foi ~ convidadas der participar da pesquisa, considerando-se os próximo critérios: estar primiparturiente, possua tido gravidez saudável, ter idade gestacional entre 37 e 42 semanas incompletas, estar anexar de seu acompanhe e ter adentraram 17 e 35 a idade de idade. O quadro 1 traz a classificação das participante da enquete de acordo abranger a idade, educação e situação econômica.